Assista o papo com o Chef Alex Atala sobre tempo, valor e interdependência no Path Digital

“A pandemia trouxe bons aprendizados. Um deles foi rever o uso do nosso tempo”. Essa foi uma das reflexões feitas por Alex Atala no papo sobre “Tempo, Valor e Interdependência” que tivemos com o Chef no Path em 2020. Atala explicou, com base em sua experiência como Chef, sobre como devemos repensar a nossa relação com a comida, com o tempo e com o dinheiro, criando novos valores, observando a educação na cadeia do alimento como chave para um futuro melhor.





Para Atala, a relação das pessoas com o meio ambiente deve começar desde a alimentação, onde a ética e as escolhas individuais das pessoas devem ser respeitadas ao invés de se entregar ao consumo, para isso o Chef recomendou na conversa em não comprar, cozinhar ou servir aquilo que não vai de acordo com sua verdade.


Criar uma nova relação com o alimento e se aproximar do produtor, de quem realmente transforma o produto em ingrediente para o prato final agrega valor ao alimento. O Chef explicou que esse valor não é reconhecido como tal e o desperdício, ou desvalorização de um alimento acaba ocorrendo sem que percebêssemos, "A gente joga fora a comida que vale mais que a moeda, que a gente não joga fora. Damos sobrevalor ao dinheiro, ou não reconhecemos o real valor do alimento. E a pandemia está trazendo esses novos valores”.


O Chef conta com parcerias que valorizam os alimentos, como os povos originários Ianomâmis, que produzem os cogumelos que o Chef utiliza nos seus pratos. “Se nós não promovermos a biodiversidade, não comermos o que ela nos entrega, a gente vai empobrecer nossa sociobiodiversidade e vai fortalecer os sistemas presentes de bio cultivo. O alimento é o maior elo entre a natureza e a cultura”, conta Atala.


Confira o papo com o Chef no Festival Path de 2020 e entenda mais sobre essa relação com o alimento, sua valorização e a interdependência:















0 comentário