top of page

Como Pelé inovou o esporte

Pelé foi um pioneiro ao trazer uma nova abordagem ao jogo, com habilidades, técnicas e mentalidade que revolucionaram o esporte e o tornaram mais popular do que nunca. Vamos entender cada ponto desse legado e ver como Pelé inovou o esporte como um todo.

Quando estávamos próximos de encerrar o ano de 2022, uma notícia abalou o mundo inteiro, o Rei Pelé, que estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein, infelizmente faleceu na tarde do dia 29 de dezembro. O maior jogador e atleta do século não precisa de apresentação, seu legado e sua influência no esporte estão tão marcados que, mesmo décadas depois de sua aposentadoria, todos os dias alguém descobre novas maneiras de como ele inovou o esporte.


Sua habilidade considerada uma arte e seu estilo de jogo inovador e único o tornaram uma lenda. Por isso, vamos analisar como o Rei Pelé inovou o esporte, tratando tanto de aspectos científicos quanto de inovação no jogo.


Detalhes que inovaram a história do esporte


Desde cedo, Pelé mostrou um talento natural para o futebol, chamando a atenção de treinadores e fãs com sua habilidade de driblar e chutar a bola de maneiras inesperadas. Sua presença no campo era ainda mais impactante devido a sua força física e velocidade, o que o tornou um oponente temido pelos adversários.


Mas além de suas habilidades de jogo, Pelé também foi um grande incentivador da inovação no futebol. Ele foi um dos primeiros jogadores a usar chuteiras de couro, o que tornou o jogo mais ágil e preciso. Além disso, Pelé também foi um dos primeiros jogadores a usar técnicas de treinamento modernas, como exercícios de musculação e treinamento aeróbico, o que o tornou ainda mais forte e rápido em campo.


Perspectivas científicas sobre a inovação e legado de Pelé


Na Fisiologia


Pelé foi capaz de superar os limites humanos e jogar em alto nível por mais tempo do que qualquer outro jogador na história do futebol. Graças a seus treinamentos intensos e à compreensão do seu próprio corpo, ele foi capaz de desenvolver sua resistência muscular e sua força. Além disso, ele foi capaz de melhorar a força explosiva que permitiu que ele fizesse movimentos rápidos e precisos durante os jogos.


Para atingir esses níveis extremos de desempenho físico, Pelé desenvolveu um programa de treinamento que focava em exercícios aeróbicos e resistência muscular. Ele também incorporou exercícios específicos para trabalhar as partes específicas do corpo que eram necessárias para a execução dos movimentos mais complicados necessários para o jogo. Muito antes dos dias em que era comum que os jogadores praticassem treinamento de fisiologia específica para melhorar seu desempenho, Pelé foi capaz de desenvolver essas habilidades por conta própria.


Através da Biomecânica


Além da parte fisiológica do jogo, Pelé também foi pioneiro na compreensão da biomecânica presente no jogo. Ao compreender como o corpo humano funciona e como os movimentos são realizados, ele foi capaz de desenvolver movimentos mais rápidos e eficientes para driblar os adversários e marcar gols. Por exemplo, ele era conhecido por usar seus braços para aumentar a força das pernas quando chutava a bola, tornando seus chutes muito mais fortes do que os dos outros jogadores. Essa habilidade biomecânica única permitiu a Pelé ter um dos chutes mais poderosos da história do futebol.


Além disso, ele era capaz de mover-se rapidamente na direção certa, sem perder o equilíbrio ou o controle da bola. Ele usava uma combinação única de velocidade, força e controle corporal para driblar os adversários enquanto mantinha a posse da bola. Esses movimentos biomecânicos eram tão eficientes que muitas vezes ele conseguia driblar todos os adversários antes que eles percebessem o que estava acontecendo.



Inovações no Jogo


Pelé desenvolveu um estilo de jogo único, que revolucionou completamente a maneira como o futebol era jogado na época. Ele incorporou elementos científicos à sua abordagem do jogo para se destacar dos demais jogadores. Algumas das principais inovações introduzidas por Pelé incluem:


Jogadas acrobáticas: Pelé usava o corpo inteiro para controlar a bola e realizar jogadas acrobáticas incríveis que impressionaram tanto os torcedores quanto os adversários. Ele era conhecido por executar saltos altíssimos para controlar bolas difíceis de alcançar, driblar adversários agressivamente e realizar chutes precisos mesmo quando estava sendo pressionado. Essas jogadas acrobáticas eram possíveis graças às habilidades biomecânicas únicas de Pelé, que lhe permitiam controlar a bola em velocidades surpreendentes mesmo quando estava em meio a uma multidão de adversários agressivos.


Taticismo: Pelé também foi pioneiro na adoção do taticismo na partida. Ele estabeleceu as bases para o modo moderno de pensar sobre como jogar futebol, pois entendia que as partidas não eram apenas sobre driblar os adversários, mas também sobre formular estratégias para marcar gols. Ele era conhecido por pensar duas passadas à frente durante as partidas e usar isso para determinar as melhores maneiras de vencer seus adversários. Com essa abordagem tática única, ele foi capaz de liderar equipes inteiras durante as partidas e criar vantagens sobre outros times através da forma como jogava o jogo.


Passagens curtas: Pelé também foi um dos primeiros jogadores a usar passagens curtas com frequência durante as partidas. Antigamente as passagens eram sempre longas para dificultar a interceptação pelo adversário; porém, Pelé entendeu que as passagens curtas eram muito mais úteis para criar chances de gol, pois permitiam manter a posse da bola mesmo quando pressionado pelo adversário. Isso significava que ele poderia manter controle da bola por mais tempo enquanto buscava abrir espaço para marcar gols. Essa habilidade revolucionou completamente o modo como o jogo era jogado na época, pois tornou possível criar chances reais de gols mesmo quando pressionado pelo adversário.


Habilidades sociais: Pelé não era apenas um excelente jogador individualmente; ele foi igualmente talentoso em construir relacionamentos interpessoais durante as partidas. Devido à seu temperamento calmo e sua personalidade amigável, ele era capaz de estabelecer boas relações com seus companheiros de equipe durante as partidas e motivá-los a darem o melhor de si dentro do campo.


Isso significava que todos os membros da equipe trabalhavam juntos em vez de competirem entre si; isso permitiu que todos trabalhassem em direção a um objetivo comum - vencer - sem prejudicarem uns aos outros no processo. Além disso, Pelé tinha um grande respeito pela autoridade dentro do campo; isso significava que sempre obedecia às decisões tomadas pelo treinador mesmo quando não concordava com elas. Isso permitiu que todos trabalhassem juntos sem conflitos internos prejudiciais à equipe inteira.


A influência social: é importante mencionar a influência social exercida por Pelé durante sua carreira no futebol profissional. Com seu talento excepcional dentro das quatro linhas, ele não só inspirou milhões a praticarem esportes com empenho mas também serviu como exemplo positivo dentro da sociedade brasileira e mundial; seu carisma encantou pessoas nos quatro cantos do mundo e inspirou milhares de crianças a buscarem melhorias na vida futuramente através dos esportes.


Algumas dessas crianças cresceram para se tornarem grandes jogadores profissionais devido à influência positiva exercida por Pelé durante toda a sua carreira no futebol profissional. Um bom exemplo é sua curta carreira no Cosmos de Nova York, na recém criada Liga dos Estados Unidos nos anos 70. Sua presença foi crucial para que o futebol crescesse como um esporte de massas nos EUA.


Ao longo deste artigo vimos algumas maneiras pelas quais Pelé inovou o esporte durante toda sua carreira no futebol profissional: desde aspectos científicos através da compreensão da biomecânica corporal até inovações no jogo através do uso inteligente do corpo inteiro. Seu legado é tão grandioso e relevante através dos tempos que será lembrado por gerações e continuará inspirando.


Conteúdos sobre esporte no Path


Na plataforma de streaming do Path, é possível encontrar diversos conteúdos sobre temas que vão desde a sustentabilidade, passando por temas que envolvem sustentabilidade, criatividade, inovação, tecnologia, economia circular e até mesmo esporte. Entre as mais de 70 horas de conteúdo estão palestras como a do atleta e nadador paraolímpico, Daniel Dias, que fala sobre regenerar gerações com o esporte.


Ou então, a conversa transformadora com o Instrutor de Surf, Matheus Ribeiro, junto ao professor Thiago Vidal, que explicam como o esporte e a escola podem contribuir para que tenhamos a redução das desigualdades sociais no país. A dupla também discorre sobre como podemos identificar e coibir atitudes oriundas do racismo estrutural na sociedade.


Além disso, há a conversa com o pessoal do site "Olimpíada Todo Dia", representado por Fernando Gavini e Giovana Pinheiro. Com o tema "Regenerando a forma das pessoas olharem para os esportes olímpicos e paraolímpicos aqui no Brasil", o papo mostra um pouco do início desse veículo de comunicação que nadou contra a correnteza da comunicação tradicional e que encontrou na igualdade e na horizontalidade uma forma nova de comunicar o tema.




0 comentário

Comments


bottom of page