Trabalhos vencedores do Prêmio Nobel trazem contribuições importantes aos 17 ODSs

Em mais um ano de premiação, profissionais que venceram nas seis categorias do evento podem, com seus trabalhos, colaborar na solução de inúmeros tópicos agregados aos 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável criado pela ONU.

Em 1990 nascia o Prêmio Nobel, um marco histórico na sociedade mundial que a partir daquele ano reconhecia pessoas que se destacavam por suas criações e contribuições à humanidade. O prêmio foi criado um ano após a morte de Alfred Nobel, conhecido por ter inventado a dinamite, que doou a maior parte de sua fortuna em testamento para que fosse distribuída entre pessoas que prestaram grande serviço à população.


São três décadas de premiação que ressaltam os feitos de pessoas renomadas como a estudante paquistanesa Malala Yousafzai (2014), o líder africano Nelson Mandela (1993), o físico Albert Einstein (1921) e o ativista pelo direito dos afro americanos Martin Luther King Jr. O Prêmio Nobel da Paz habitualmente é confundido como o único destaque de todo o evento, mas em toda a premiação há seis categorias que são: medicina, física, literatura, química, paz e economia.


Por ser um prêmio que destaca ações que contribuem com o avanço em diversas esferas da sociedade, na maioria das vezes o Nobel pode ser um dos caminhos para soluções relacionadas aos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável criado pela ONU.


Entre os 17 objetivos globais estão questões relacionadas à sustentabilidade, indicadores sociais sobre desigualdade, questões relacionadas à imigração, entre outras. No Prêmio Nobel de 2021, os laureados produziram trabalhos que podem ser agregados a essa agenda das Nações Unidas.

O americano nascido no Japão Syukuro Manabe, o alemão Klaus Hasselmann e o italiano Giorgio Parisi, vencedores do Nobel de Física. (© Nobel Prize Outreach).

Nos prêmios de Química, de Física e da Paz, os trabalhos produzidos estão todos interligados à sustentabilidade. À começar pelo americano nascido no Japão Syukuro Manabe, o alemão Klaus Hasselmann e o italiano Giorgio Parisi, vencedores do Nobel de Física, com um trabalho que ajuda a compreender sistemas físicos e complexos como a mudança climática.


Os três cientistas trabalham com o que é conhecido como sistemas complexos, trazendo previsibilidade àquilo que pode parecer caótico ou aleatório. No caso de Manabe e Hasselman, seus estudos estão mais relacionados à modelação física do clima do nosso planeta, que através da quantificação da variabilidade pôde prever com segurança o aquecimento global.


O Prêmio Nobel de Química foi para os pesquisadores Benjamin List e David MacMillan, por conta de um trabalho que é considerado um marco na fabricação sustentável de medicamentos. O trabalho consiste em utilizar catalisadores orgânicos assimétricos que reduzem elementos prejudiciais ao meio ambiente enquanto controlam e aceleram reações químicas, sem fazer parte do produto final.

Prêmio Nobel de Química foi para os pesquisadores Benjamin List e David MacMillan. (© Nobel Prize Outreach)

Entre os 17 ODSs está o tópico relacionado à redução de desigualdades, que entre diversos pontos tenta promover também a inclusão social, econômica e política de todos, independentemente da idade, gênero, deficiência, raça, etnia, origem, religião, condição econômica ou outras. O Nobel de Literatura deste ano pode ser relacionado a esse objetivo, já que o escritor tanzaniano Abdulrazak Gurnah, destacou em sua obra a situação dos refugiados e exilados através de seus romances e contos.


Em seu trabalho, Gurnah aborda os efeitos do colonialismo de forma firme e sensível, incorporando elementos da teoria pós-colonial discutidos pelo professor na sua cátedra. Abdulrazak Gurnah é professor aposentado de Inglês e de Literatura Pós-colonial na Universidade de Kent, na Inglaterra, é o sexto escritor africano a ganhar o Nobel de Literatura.

Professor aposentado de Inglês e de Literatura Pós-colonial na Universidade de Kent, na Inglaterra, é o sexto escritor africano a ganhar o Nobel de Literatura. (© Nobel Prize Outreach).

Ainda no âmbito social e o impacto que essas pessoas podem ter como referências para os objetivos globais, o Prêmio Nobel da Paz foi destinado a dois jornalistas, Maria Ressa e Dmitry Muratov, que defendem a liberdade de expressão nesse ano. Um dos ODSs das Nações Unidas está relacionado à Paz, Justiça e Instituições eficazes, que traz em um de seus tópicos a importância em assegurar o acesso público à informação e proteger as liberdades fundamentais.


Maria Ressa é cofundadora e diretora-executiva do Rappler, uma empresa de mídia digital de jornalismo investigativo nas Filipinas, onde usou a liberdade de expressão para expor o abuso de poder de um governo autoritário. Muratov é um dos fundadores do jornal Novaya Gazeta, uma publicação russa que é alvo de ataques constantes e que já teve seis jornalistas assassinados.

Prêmio Nobel da Paz foi destinado a dois jornalistas, Maria Ressa e Dmitry Muratov, que defendem a liberdade de expressão nesse ano. (© Nobel Prize Outreach).

Para o secretário-geral da ONU, António Guterres, o “prêmio é um reconhecimento de que a liberdade de imprensa é essencial para a paz, justiça, desenvolvimento sustentável e direitos humanos.”.


O Prêmio Nobel de Economia foi destinado ao trabalho que os pesquisadores, David Card, Joshua Angrist e Guido Imbens, em relação a estudos para entender os efeitos de salário mínimo, imigração e educação no mercado de trabalho. Na categoria de Medicina o prêmio foi para David Julius e Ardem Patapoutian, em uma pesquisa sobre receptores de temperatura e toque no corpo humano.


O Path Amazônia vai trazer nos dias 30 e 31 de outubro, uma diversidade de conteúdos que terão como base os 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável, abordando temas e ideias que podem criar soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável da sociedade e das pessoas.


Até lá, você pode se cadastrar e receber informações exclusivas sobre os convidados, palestras, documentários e mais, que estarão disponíveis em uma plataforma digital e interativa.


Acesse ondemand.festivalpath.com.br para se cadastrar. Convide seus amigues e vamos juntes regenerar o planeta!




0 comentário